Formação à Medida

Desde a sua fundação em 1998 que a DLC rejeita o “pronto a vestir” que sempre existiu no eLearning. Quando no final da década de 90 começaram a surgir os primeiros cursos de EAC (Ensino Assistido por Computador), mais tarde denominados por eLearning, logo surgiram as ferramentas autor (author tools) que, de uma forma mais ou menos automatizada, produziam cursos muito similares entre si, sem atenderem aos mais de 100 anos de investigação da Pedagogia e da Psicologia, nem às mais elementares normas da interatividade e do multimédia, razão pela qual a “fábrica” da DLC só produziu cursos “feitos à mão”, dispondo para tal de quatro equipas de especialistas: pedagogos, web designers, técnicos multimédia e programadores.

img-cursos-top

A DLC desde a primeira hora rejeitou os processos de produção automatizados, por essa razão nunca aderiu às ferramentas autor, nem às normas estandardizadas como o SCORM (Sharable Content Object Reference Model), pois todas as investigações por si realizadas, em colaboração com diversas universidades, foram uma após outra demonstrando que, tratar de forma igual e standard o que é desigual como, por exemplo, um curso de Medicina e um de Talho, seria o caminho para um processo de aprendizagem sem fundamentação científica, logo, com baixíssimos resultados quantitativos e qualitativos. Os 19 anos de aplicação e de estudo do SAFEM-D (Sistema Aberto de Formação e Ensino Multimédia a Distância); o modelo pedagógico da DLC, sempre evidenciaram a superioridade desta metodologia de aprendizagem relativamente à concorrência, bem como comprovaram que este caminho, além de eficaz, possui uma altíssima eficiência.

A DLC é uma empresa de “Alta Costura”

Os cursos da DLC são “feitos à mão” como a Alta Costura, onde a tecnologia vídeo é desenhada e “costurada” em função da sua dramatização ou exposição com casos, problemas e jogos, de modo a contextualizar o aprendente, para que se faça uma integração com os métodos expositivo, demonstrativo e interrogativo, apoiados por som, voz, cor e movimento, capazes de estimularem os sentidos e levarem a informação ao cérebro do estudante, com apoio de informação escrita interativa, mas também inquiridora, que depois é suportada por simuladores, capazes de transformarem o conhecimento em competência; em suma, um processo integrado e global de aprendizagem, que só termina com a validação do conhecimento num sistema de avaliação de diagnóstico, contínuo, formativo e sumativo.

A DLC é a mais antiga empresa portuguesa de eLearning que, ao longo de 19 anos realizou cursos “feitos à medida” das necessidades dos clientes em setores tão diversos como a saúde, tecnologia automóvel, desporto, grande distribuição, setor financeiro, área comercial, educação, restauração e línguas, para só citar os principais domínios da sua conceção de produtos de formação, assim, a DLC transforma qualquer curso Presencial num de eLearning ou de bLearning, alargando o seu uso ao mLearning (tablets e smartphones), mas também elabora ações “chave-na-mão”, ou seja, cursos construídos de raiz à medida de cada cliente, que podem ou não incluir a produção dos conteúdos. Em suma, a DLC aceita qualquer desafio para a elaboração de produtos de aprendizagem através de meios online, integrados ou não com o presencial, seja qual for a área, garantindo um ROI (Retorno do Investimento) superior a 1.000% e uma eficiência nos resultados, em termos médios, superior a 85%, com taxas de reprovação abaixo do meio por cento.

Modelo Pedagógico (SAFEM-D)

Aulas Virtuais Teóricas

  • Transformação das matérias em conteúdos estruturados por objetivos pedagógicos e níveis de dificuldade crescente, controlados por autoavaliação contínua;
  • Aprendizagem por medida – cursos personalizados à medida do desconhecimento;
  • Avaliação contínua sumativa intercalar parametrizada;
  • Controlo permanente e automático da qualidade dos conteúdos.

Aulas Virtuais Práticas

  • Processo de formação baseado no Estilo de Aprendizagem de cada formando;
  • Constituição automática de equipas de trabalho (cooperativas/competitivas) com base nos Estilos de Aprendizagem;
  • Exercícios, resolução de problemas e casos práticos por Estilos de Aprendizagem.

Sistema Paralelo de Treino

  • Processo de aprendizagem baseado na dinâmica de grupos;
  • PBL (Problem Based Learning)
  • Estudo de casos online;
  • Jogos pedagógicos;
  • Simulações online;
  • Conceção de projetos;
  • Trabalhos de campo;
  • Trabalhos em equipa;
  • Tutoria pró-ativa online.

Tutoria

  • Especialistas nas diferentes áreas com formação pedagógica em tutoria de eLearning e no modelo pedagógico SAFEM-D;
  • Tutoria pró-ativa baseada nos Estilos de Aprendizagem, Dinâmica de Grupos online e Inteligência Emocional;
  • Tutoria orientada pela avaliação, como processo de motivação e dinamização da ação dos formandos.
  • Tutoria pró-ativa.

Tanto a plataforma NetForma Da Vinci 2.0 – 3.0 como o modelo pedagógico SAFEM-D foram distinguidos em 2012 com o 1º Prémio, entre 54 candidaturas, atribuído por uma das maiores e mais prestigiadas universidade de Ensino a Distância do mundo, a UNED – Universidad Nacional de Educación a Distancia.